Professora Maria Tereza será a futura secretária da Educação de Londrina


Ex-secretária de Educação de Ourinhos, a professora Maria Tereza Paschoal de Moraes, 36 anos, vai ocupar a mesma pasta em Londrina, a partir de janeiro de 2017. Selecionada em concurso nacional lançado pelo prefeito eleito Marcelo Belinati (PP) em parceria com o deputado federal Alex Canziani (PTB), Maria Tereza foi a escolhida por Belinati a partir de uma lista tríplice. Ela já conversou com Belinati e já se mudou para Londrina. 

"Já me mudei, já estou morando em Londrina desde ontem (domingo)", disse, acrescentando que está hospedada em casa de amigos enquanto procura uma residência. "Tive pressa para acompanhar o final da transição." 

Maria Tereza foi secretária da Educação de Ourinhos entre 2013 e março de 2016, quando afastou-se para ser candidata a vice-prefeita da cidade paulista na chapa derrotada do PSDB, encabeçada pelo ex-prefeito Toshio Misato. Filiada ao PSDB, ela também disputou uma vaga na Câmara Municipal de Ourinhos, em 2012. "Participei da política partidária porque acredito na política bem feita. Mas, agora, a militância partidária ficou em Ourinhos. Vou me dedicar às políticas públicas." 

Questionada sobre a realidade da educação em Londrina, ela disse que "cada cidade tem seus peculiaridades, mas muitos problemas são comuns à educação brasileira". "Desde que começou o processo de escolha venho estudando sobre Londrina, e lendo todo material que encontrei." Disse que suas prioridades são a redução do deficit de vagas na educação infantil; reforma e ampliação de unidades; e adotar medidas para educação integral. 

Também mencionou a necessidade de melhorar o Índice de Desenvolvimento do Ensino Básico (Ideb). Em 2015, Londrina teve nota 6.5, enquanto no Ideb anterior, o média era 6.3. Em Ourinhos, no ano em que Maria Tereza assumiu a nota era 6.0 e, em 2015, 6.4. 

Primeira colocada em todas as etapas da pré-seleção que levou em consideração a experiência profissional, a capacidade de gestão, a formação acadêmica e o conhecimento sobre educação pública, Maria Tereza disse que o processo foi "difícil, mas gratificante". "Foi um processo sério, muito difícil, com muita gente credenciada e querendo um país melhor", disse a futura secretária, que é professora concursada de Ourinhos desde 2000; lecionou entre 2000 e 2012; é advogada; pós-graduada em Gestão Pública pela CLP/Harvard/EUA e líder Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (Raps). 


SELEÇÃO 

O processo de seleção começou em 26 de outubro, com a abertura das inscrições. Até 15 de novembro, o Vetor Brasil recebeu 129 inscrições para o cargo, sendo 70 de Londrina. Mas, nenhum chegou às fases finais. 

O Instituto Vetor Brasil é uma entidade civil, sem fins lucrativos, especializada em selecionar e desenvolver profissionais para o setor público, que tem sede em São Paulo e conta com apoiadores como o Google e a Stanford University (EUA). Este trabalho não teve nenhum custo, tanto para os candidatos quanto para o município.

Entre as diversas etapas, seis pré-selecionados participaram de uma sabatina com a comunidade educacional de Londrina, e, na última etapa, de uma avaliação por uma banca de profissionais que sugeriram os três profissionais mais capacitados para ocupar o cargo de Secretário de Educação de Londrina. 

Segundo a assessoria de Belinati, o prefeito eleito "avalia a possibilidade de aproveitar o potencial em outras áreas da administração municipal dos demais cinco candidatos pré-selecionados, que também passaram pela sabatina e pela banca" e têm "excelente qualidade profissional".







Fonte: Folha de Londrina

Nenhum comentário

Regras para comentar

• Faça comentário em relação ao tema abordado na postagem.
• Não serão publicados comentários com erros de ortográficos e escritos EM CAIXA ALTA.
• Não serão publicados comentários com propagandas e spans.
• Não serão publicados comentários obscenos, ilegais e ofensivos.

A Equipe do Jornal Tribuna de Ouro agradece sua colaboração.

Contato: tribunadeouro@gmail.com

Tecnologia do Blogger.