Estelionatários usam CNPJ de empresas para aplicar golpes na web


Foto: Reprodução

Estelionatários criaram páginas na internet para aplicar golpes. Eles usam registros oficiais de empresas de Ourinhos (SP) para oferecer empréstimo rápido, seguro e sem burocracia ou para vender produtos que não existem. Os verdadeiros donos das empresas reclamam dos transtornos que estão sofrendo e já registraram vários boletins de ocorrência.

Em um dos casos, na página na internet de uma loja tem o endereço fixo da empresa e até o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), mas tudo não passa de um golpe. O CNPJ na verdade é da empresa de Luís Henrique de Melo e está sendo usado indevidamente.

“Eu estou tendo que mandar cópia do boletim de ocorrência para as pessoas dizendo eu também estou sendo vítima. A pessoa não se conforma, fala que depositou R$ 2 mil. Infelizmente ela caiu no golpe”, diz Luís Henrique.

Foto: Reprodução

A produção da TV TEM ligou para o telefone indicado no site e um homem atendeu. Quando o produtor disse que estava na porta da loja ele desligou.

O CNPJ da loja de carros do Ildemir da Silva também está sendo usado para o mesmo golpe. Tudo é feito pela internet por meio de um site. É necessário pagar uma quantia antecipadamente para segurar o veículo, mas quando as pessoas chegam na loja para retirar, descobrem que tudo foi enganação.

No endereço eletrônico o nome criado pelos golpistas é Ouroveículos. No rodapé está o endereço da loja que existe na cidade. Há mais de um ano, Ildemir passa por esta situação. Ele já fez quatro boletins de ocorrência. “Tem cliente que é compreensivo e entende que a gente não tem nada a ver com a situação, mas tem uns que começam a te abordar, a falar besteira, parecendo que você tem envolvimento com a situação, então é muito transtorno.”

A produção da TV TEM ligou várias vezes no telefone indicado, mas ninguém atendeu. O empresário disse que não está tendo prejuízo financeiro, mas tem medo que o nome da empresa fique sujo.

A Polícia Civil informou que esta investigando os dois casos e depende de outros setores para conseguir informações que identifiquem onde os sites foram criados e os responsáveis por eles.

Fonte: G1

Nenhum comentário

Regras para comentar

• Faça comentário em relação ao tema abordado na postagem.
• Não serão publicados comentários com erros de ortográficos e escritos EM CAIXA ALTA.
• Não serão publicados comentários com propagandas e spans.
• Não serão publicados comentários obscenos, ilegais e ofensivos.

A Equipe do Jornal Tribuna de Ouro agradece sua colaboração.

Contato: tribunadeouro@gmail.com

Tecnologia do Blogger.