Projeto oferece cursos itinerantes profissionalizantes em Marília

Foto: Reprodução TV TEM

Em tempos de crise e desemprego, aprender uma profissão é sempre bem-vindo, ainda mais se o curso for gratuito. Em Marília, os cursos profissionalizantes são "itinerantes", mas oferecem diploma do MEC, uma parceria entre os governos municipal e estadual.

Nos Postos de Atendimento ao Trabalhador procura-se açougueiro, manicure, cabeleireira, vagas que não são preenchidas por falta de qualificação, porque gente procurando emprego tem. Maria Madalena Rangel está desempregada há oito meses e está cansada de ouvir não. “Com o diploma na mão eu vou saber o que fazer, onde procurar. Hoje é muito difícil, eles exigem qualificação, senão não emprega.”

Para tentar mudar essa realidade, Maria e outras duzentas pessoas estão aprendendo de graça uma nova profissão em Marília. Os cursos de qualificação são oferecidos dentro de carretas. São 4, uma em cada região da cidade com oito cursos diferentes.

“A qualificação tem ajudado bastante. Nós estamos procurando qualificar o trabalhador. Eles saem com uma bagagem boa, nós entramos em contato com empresas, buscamos linkar as pessoas que se qualificaram com as vagas disponíveis”, explica o secretário de assistência social Hélio Benetti.

A dona de casa Josi Francisca Alves participa do curso de cabeleireiro. Ela precisa trabalhar em casa porque tem um filho deficiente. “Eu pretendo ter o meu salão ainda, meu próprio negócio. A gente tendo um empurrãozinho fica mais fácil.”

As aulas duram menos de um mês e a pessoa sai com diploma reconhecido pelo Ministério da Educação. “O mercado está um pouco mais exigente, não se aceita quem não tem qualificação nenhuma. A necessidade hoje é de profissionais qualificados”, afirma a professora Elizete Toniza.

A costureira Marta Lúcia dos Santos, que só costurava em casa, agora com o curso já vai poder trabalhar em uma fábrica de confecção. “Eu vi um algo a mais para minha vida. Tudo o que estou aprendendo é para o meu futuro.”

Esses cursos já estão em andamento por isso não há mais vagas. Mas há outros cursos para se inscrever, basta preencher um cadastro no site do programa via rápida que eles organizam novos cursos na cidade onde tem bastante gente interessada em se qualificar.

Fonte: G1

Nenhum comentário

Regras para comentar

• Faça comentário em relação ao tema abordado na postagem.
• Não serão publicados comentários com erros de ortográficos e escritos EM CAIXA ALTA.
• Não serão publicados comentários com propagandas e spans.
• Não serão publicados comentários obscenos, ilegais e ofensivos.

A Equipe do Jornal Tribuna de Ouro agradece sua colaboração.

Contato: tribunadeouro@gmail.com

Tecnologia do Blogger.