Protesto de caminhoneiros bloqueia parcialmente rodovia de Salto Grande

Caminhoneiros bloquearam parcialmente a rodovia Raposo Tavares (SP-270) na manhã desta segunda-feira (9), na altura do quilômetro 384, em Salto Grande, região de Ourinhos (SP).

De acordo com a Polícia Rodoviária, a paralisação teve início por volta das 10h. Cerca de 70 caminhões interditaram as faixas da direita em ambos os sentidos. A polícia registra aproximadamente dois quilômetros de congestionamento no sentido interior-capital e um quilômetro no sentido contrário. A faixa da esquerda está liberada para passagem de carros, ônibus e transporte de alimentos perecíveis.

No protesto, que segue pacífico, os caminhoneiros pedem a saída do governo do Partido dos Trabalhadores (PT) e que os preços do combustível e dos pedágios sejam revistos.

Policiais rodoviários estão no local para orientar os motoristas. Viaturas de inspeção e orientadores de tráfego da concessionária que administra a via também estão no local e pedem atenção aos motoristas.

Em protesto, caminhoneiros bloqueiam parcialmente rodovia em Ourinhos 
(Foto: Giliardy Freitas/TV TEM)

Manifestação Nacional 

O grupo de caminhoneiros foi convocado pelo Comando Nacional do Transporte. Os manifestantes são autônomos e se declaram independentes de sindicatos. Eles são contra o governo Dilma Rousseff pedem o aumento do valor do frete, reclamam da alta de impostos e da elevação nos preços de combustíveis, entre várias outras questões.

Em algumas regiões, como Minas Gerais, os manifestantes estacionam no acostamento ou no canto direito da pista, prejudicando o tráfego. No Paraná e em São Paulo, os caminhoneiros bloqueiam totalmente as vias. Já no Rio Grande do Sul, eles permitem a passagem de veículos leves e caminhões com cargas perecíveis. No RN, pneus foram queimados para interditar a rodovia.

O movimento não tem adesão total dos caminhoneiros. A Confederação Nacional dos Transportes Autônomos afirmou, em nota, que não concorda com a mobilização, já que a pauta não tem relação com os problemas específicos da categoria. A União Nacional dos Caminhoneiros também informou que discorda dos bloqueios.

Fonte: G1

Nenhum comentário

Regras para comentar

• Faça comentário em relação ao tema abordado na postagem.
• Não serão publicados comentários com erros de ortográficos e escritos EM CAIXA ALTA.
• Não serão publicados comentários com propagandas e spans.
• Não serão publicados comentários obscenos, ilegais e ofensivos.

A Equipe do Jornal Tribuna de Ouro agradece sua colaboração.

Contato: tribunadeouro@gmail.com

Tecnologia do Blogger.