Número de mortes na Rodovia Raposo Tavares tem queda de 17,69%


Nos três primeiros trimestres do ano, as rodovias sob concessão do Estado de São Paulo registraram índice recorde de redução de acidentes. Em algumas concessões, o número de acidentes teve redução na casa dos 17%. Na média, os 6,4 mil quilômetros de estradas sob administração privada tiveram queda de 10,09% no número de acidentes. Mais significativa ainda foi o recuo na quantidade de vítimas fatais, de 21,82% em todo o sistema concedido, mas que chegou a mais de 50% em algumas concessões.

O maior recuo no número de mortes aconteceu nas rodovias SP-225, SP-270 e SP-327 sob administração da Concessionária Auto Raposo Tavares (Cart), localizada na região de Bauru, Ourinhos e Presidente Prudente. O recuo foi de 17,69% (de 1.012 acidentes para 833) na comparação entre janeiro a setembro de 2014 e o mesmo período de 2015. Em seguida, com redução de 17% (de 1.482 para 1.230), aparecem as rodovias administradas pela SPVias, cuja concessão compreende trechos das seguintes rodovias nas regiões de Sorocaba e Itapeva: Castello Branco (SP-280), Francisco da Silva Pontes (SP-127), Antônio Romano Schincariol (SP-127), Raposo Tavares (SP-270) e João Mellão (SP-255), além da Rodovia Francisco Alves Negrão (SP-258) inteira.

A redução no número de feridos foi de 10,07% no sistema. Um avanço do Estado de São Paulo nas metas estabelecidas pela ONU para redução de acidentes de tráfego e trânsito. A maior diminuição em 16 anos do programa de concessões rodoviárias. “Foram investidos nesses 16 anos mais de R$ 70 bilhões. As rodovias estão sendo equipadas com mecanismos que absorvem o erro do motorista, capazes de evitar acidentes; ou mesmo que eles ocorram, que sejam o menos danosos possível para as pessoas”, explica Giovanni Pengue Filho, diretor geral da Artesp.

Considerando os nove primeiros meses de 2015, esse é o quarto ano consecutivo com queda no número de acidentes nas rodovias sob concessão. Antes de 2015, o ano que apresentou maior recuo, sempre considerando os três primeiros trimestres do ano, foi 2014, que teve redução de 4,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. No ano passado, no entanto, os números de mortes e vítimas feridas apresentou aumento de 10,6% e 4,7%, respectivamente.

Fonte: JCnet


Nenhum comentário

Regras para comentar

• Faça comentário em relação ao tema abordado na postagem.
• Não serão publicados comentários com erros de ortográficos e escritos EM CAIXA ALTA.
• Não serão publicados comentários com propagandas e spans.
• Não serão publicados comentários obscenos, ilegais e ofensivos.

A Equipe do Jornal Tribuna de Ouro agradece sua colaboração.

Contato: tribunadeouro@gmail.com

Tecnologia do Blogger.